domingo, 29 de março de 2015

Ai Cais do Sodré lai lai lai lai lai

A semana que passou começou mal mas acabou muito bem!
Com a chegada da Primavera chegam as malfadadas alergias e com o vento que se se fez sentir no início da semana andei mesmo aflita, com os olhos super congestionados, o pingo sempre a correr, espirros, dor de cabeça e de garganta ... mas como na sexta feira tinha um programinha com as amigas, miraculosamente, acordei super bem! Nem cominhões, nem ranhosices, nem dores!
O meu marido até comentou que eu ando a aprender umas coisas com os miúdos: quando é para trabalhar dói-lhes sempre qualquer coisa mas quando chega a hora de irem para o recreio já estão bons :)
E ainda bem que melhorei, fomos jantar a um restaurante típico em Lisboa que parece que caiu no goto de metade dos lisboetas e arredores!
Chama-se Zapata, fica na Rua Poço dos Negros e está sempre cheio e com gente à espera.
Primeiro não se percebe muito bem a razão do alarido, é um restaurante típico, muito simples sem nada de especial que se destaque à 1ª vista, nem à 2ª vista, verdade seja dita!
Ao contrário da maioria dos espaços que ultimamente pululam em Lisboa, que primam pela decoração e por preços que tendem a ser proporcionalmente inversos à quantidade ( mínima) de comida; no Zapata é precisamente o oposto: doses excessivamente generosas a preços agradavelmente simpáticos!
Comi lá uns filetes de polvo com migas deliciosos!!
 E é esse o segredo do sucesso do Zapata: boa comida caseira e preços convidativos, o tipo de restaurante onde queremos levar os amigos e o marido.
Só não percebi o pormenorzinho de não aceitarem reservas e, enquanto esperávamos na rua, ver uma ou outra mesa vazia com a placa "reservada" ... mistérios da restauração portuguesa ...


Mais que um bom prato de comida o que me dá realmente prazer é estar com quem gosto e passear! E Lisboa nunca cansa ...
A Rua Poço dos Negros vai dar à Calçada do Combro, por onde eu só tinha passado no eléctrico 28. Há uma série de espaços interessantes que abriram recentemente ( os tais assim a puxar um bocadinho para o pretencioso mas cheios de estilo e com gente gira) mas que eu gosto de espreitar e não me importava de conhecer ;)
Depois do jantar descemos  pela rua do elevador da Bica, passamos pelo Largo de S. Paulo e fomos dar ao Cais do Sodré onde fomos beber um copo na  Pensão Amor.


O Cais do Sodré  é outra das zonas da cidade que desde sempre foi associada à prostituição e,  num passado mais recente, à droga; no entanto há relativamente pouco tempo o Cais do Sodré passou a ser uma referência nocturna (mas por outras razões ... ou então não ) para quem quer conviver um pouco e beber um copo, tal como o Bairro Alto; as tascas, que desde há muito ali existem, entretanto  passaram de chungas a fixolas!
Eu, particularmente, não sou grande fã, prefiro ambientes mais tranquilos onde possa conversar com os amigos sem ser aos gritos...
E vocês que outros sítios sugerem para se tomar um copo com os amigos?

Boa semana !

sábado, 21 de março de 2015

Celebrate we will ...

Foi uma semana de celebrações; fizemos anos de casados ( 14) e celebramos o dia do pai. No fundo foram dias exactamente iguais aos outros; não esperamos por estas datas inscritas no calendário para celebrar o amor e a alegria de estarmos uns com os outros, fazemos isso todos os dias, a única diferença é que encomendámos sushi e compramos gelado!
Tem sido muito bom e muito fácil estar casada com o meu marido, nem eu nem ele nos levamos muito a sério, não somos pessoas de amuar e apesar de trabalharmos juntos raramente nos chateamos e quando acontece tentamos resolver as coisas e nunca mas nunca nos deitamos chateados; foi um conselho que os meus pais me deram antes de me casar e se eles já estão casados há 47 anos é porque deve resultar!!
E depois é um super paizão, muito mais permissivo que eu, tolera melhor o barulho que elas fazem e acha graça a tudo ( meeesmo tudo!) o meu sobrinho desde pequenino que lhe chama o Srº do riso porque ele passa o tempo a rir! Adivinhem quem é a D. Rezinga cá do sítio? ... pois :p


Não temos o hábito de oferecer presentes nestes dias mas quase sempre ele compra um vasinho com uma planta ou flores que vê no supermercado, assim uma coisa casual ;)
Só um aparte, este vaso onde estão as flores, comprei naquele passeio que demos às Caldas da Rainha, a umas senhoras de uma associação de proteção aos animais que estavam a angariar donativos e então estavam a vender este tipo de peça por 2€! 2€!!
 Havia assim ( cor de laranja por dentro ou verde) e outros mais altos em forma de cilindro com as mesmas cores, comprei só este porque estávamos a começar o passeio e eu não queria andar carregada, quando no regresso passei outra vez por lá para comprar a peça mais alta as senhoras já lá não estavam :(
... Ficou-me entalado ... precisava de fazer este desabafo ... boa noite e obrigada ;)

Ah! E as celebrações ainda não terminaram! Para a semana há festa de aniversário!!

Março é uma festa!!


E por falar em celebrar e em festa, ainda não tinha comentado aqui que a Dave Matthews Band vai regressar ao nosso país em Outubro! O concerto vai ser no dia 11 no Meo Arena e promete!!
Esta banda não brinca em serviço e garanto-vos que é uma daquelas bandas que vale mesmo a pena ver ao vivo! Fica uma experiência para a vida! Depois de assistirem a um concerto deles é que vão ver o que são músicos com verdadeiro talento e paixão!
Ok vou parar! Tanto ponto de exclamação senhores ... ( hoje estou um bocado acelerada :p)
Corram porque os bilhetes vão esgotar!

Bom fim de semana :*




quinta-feira, 19 de março de 2015

Made in Portugal - A Vida Portuguesa

No domingo, durante o nosso passeio pelo Martim Moniz e Intendente, não poderia deixar de passar pela loja A Vida Portuguesa, que funciona na antiga fábrica de cerâmicas Viúva de Lamego mesmo no Largo do Intendente.
Já aqui comentei a admiração que sinto pelo trabalho incrível que a Catarina Portas tem vindo a desenvolver através da criação deste projecto; a curiosidade era muita para conhecer uma das lojas in loco mas nunca se proporcionou, até este fim de semana.
Eu sabia que as lojas deviam ser espectaculares mas esta superou todas as minhas espectativas; o edifício é lindíssimo e a loja está muito bem organizada;  fiquei encantada com a variedade de produtos que lá podemos encontrar, tudo made in Portugal, desde loiças, textéis, sabonetes, brinquedos, conservas ... you name it!
Recomendo mesmo uma visita! Mais que uma loja a Vida Portuguesa presta um serviço público!





As minhas comprinhas ...

terça-feira, 17 de março de 2015

Filhas fora...

Dia santo em casa!
No domingo as meninas foram a um aniversário na Kidzania e eu e o meu marido aproveitámos o sol para ir passear até Lisboa só os dois!
Decidimos ir até ao Martim Moniz almoçar num dos quiosques que agora há lá. Pelo que me apercebi continua a ser uma zona de negócios e lazer para as comunidades chinesa, indiana, do Bangladesh etc mas o que é de louvar é que com esta iniciativa o Martim Moniz deixou de ser uma espécie de gueto para se tornar num espaço cosmopolita e dinâmico, onde todos são bem vindos e todos convivem e usufruem deste espaço privilegiado mesmo no centro da cidade.
Neste novo Mercado de Fusão existem cerca de oito quiosques com uma oferta gastronómica abrangente que vai desde um quiosque peruano com os conhecidos ceviches, passando por um vegetariano, um de hambúrgueres, um de hot dogs, um vietnamita entre outros, com propostas interessantes, como é o caso do P.A.U.S onde nós almoçamos, um quiosque que serve pequenas espetadas com inspiração asiática, com salada e/ou batata frita com flor de sal e sementes de papoila( entre outros acompanhamentos).
Eu gostei imenso do conceito; as espetadinhas estavam deliciosas e o ambiente era muito descontraído; havia famílias de origem asiática , assim como turistas e lisboetas a aproveitar este sol de Março.
Mais uma aposta ganha na reabilitação de espaços urbanos outrora negligenciados e agora novamente devolvidos à cidade!
Depois do almoço subimos até ao Largo do Intendente, uma zona da cidade que já teve muito má fama por causa da droga e da prostituição, mas que agora, de cara lavada e com novos espaços a abrir começa a ser frequentado por todo o tipo de gente, muito por causa da loja "A vida portuguesa" que funciona na antiga fábrica Viúva de Lamego e também de um café muito simpático que se chama "O das Joanas" que fica mesmo ao lado.
É provável que alguns dos antigos problemas ainda se mantenham mas pelo menos já não são tão visíveis; visível são os inúmeros edifícios degradados que precisam de uma intervenção urgente; a autarquia tem vindo a actuar nesse sentido mas ainda há muito para fazer ...





Este edifício é um dos mais emblemáticos do Intendente e é um dos muitos que existem pela cidade galardoado com o Prémio Valmor . Por incrível que parece passei rente e não dei por ele ... acham isto normal ? Eu não -_- eu que ando sempre com o nariz no ar não reparei neste edifício ... não posso levar à paciência!!

Estive sentada nesta estrutura e nem sabia que era da autoria da Joana Vasconcelos e que tem como nome " Kit Garden". Fica aqui a foto com uma perspectiva do Largo do Intendente que eu também não tirei ...


Está visto que tenho de lá voltar ... quem quer ir comigo brunchar ao das Joanas? ;)



sábado, 14 de março de 2015

O lado bom

Como em tudo na vida, a internet também tem os dois lados da mesma moeda.
Comparemos a internet a uma cidade, vibrante e sempre com coisas a acontecerem, depressa encontramos os sítios que nos fazem felizes e evitamos os becos mais sombrios.
Foi só em 2007, depois de um concerto electrizante da Dave Matthews Band, que eu senti necessidade de começar a percorrer esta cidade à procura de um sítio onde pudesse estar mais ligada a esta banda que me faz tão bem.
Encontrei um Fórum dedicado à banda, onde depressa senti que tinha encontrado a minha "tribo"! Lá, entre trocas quase diárias de informação e opiniões, fiquei a conhecer praticamente tudo o que havia para saber sobre a banda, mas mais importante que isso, muito mais importante que isso, fiquei a conhecer pessoas incríveis com um grande sentido de humor; um pequeno grupo de pessoas que partilhavam a mesma paixão pela banda. Essas conversas virtuais depressa passaram para encontros um pouco por todo o país, onde tínhamos oportunidade de nos conhecermos pessoalmente e foi assim, naturalmente, que se foram criando afinidades, que se foram estreitando laços de amizade ( tal como começa a acontecer também por aqui) e hoje, ao fim de quase 8 anos, estou tão grata por ter essas pessoas na minha vida, pessoas que hoje considero amigas, por quem sinto um enorme carinho e admiração :)
É este o lado bom que a internet tem, que sem esperarmos, nos coloca pessoas assim no nosso caminho.
Hoje ( era para ter sido ontem) gostaria de partilhar aqui um novo spot que abriu nesta "cidade" que vale muito a pena conhecer e que ainda vai dar que falar! Surgiu da paixão que este grupo de amigas tem pela música, pelos livros, pelo cinema e por muitas outras coisas boas da vida que vale a pena viver e partilhar!
Dizem que "As boas ideias surgem à sexta-feira" mas garanto-vos que podem passar por lá a qualquer dia da semana que vão decerto sentir-se inspiradas!


Convido-vos também a conhecer um outro espaço que uma destas queridas amigas tem sobre livros, onde podem encontrar boas sugestões e textos muito bem escritos.
Aqui fica : Crónicas de uma estante

Boas leituras e bom fim de semana :)

quinta-feira, 12 de março de 2015

Dái-me paciência!

Desde que o ano lectivo começou que quase todos os dias me cruzo com as mesmas pessoas; não concebo passar por elas e não dizer bom dia ou boa tarde e sorrir; algumas dessas pessoas não retribuem o cumprimento, primeiro pensei " Ah e tal se calhar não ouviu", depois pensei " se calhar estava distraída com o miúdo" mas ao fim de tanto tempo deixei de arranjar desculpas para tal comportamento e deixei de as cumprimentar.
Ontem quando fui deixar a mais nova ao infantário cheguei mais cedo e ao  portão estava apenas uma dessas pessoas à espera de entrar também, eu disse bom dia, ela olhou para mim e não me respondeu! Não me contive e exclamei " Chiça! Como é que é possível haver pessoas assim tão mal educadas? ... sinceramente!", ela olhou para mim, levantou o sobrolho tipo " isso é para mim?" e pronto ... Acham normal? Custa muito dizer bom dia ou boa tarde?
Outra coisa que me tira do sério,quando as vou levar ou buscar à escola, são as pessoas que estacionam os carros na estrada bloqueando quem estacionou no parqueamento -_-
Mais 5 ou 10 metros para a frente ou para trás há sempre lugar! Eu estaciono sempre no estacionamento, nunca deixo o meu carro na estrada, não percebo esta mania que as pessoas têm de pararem todas à frente da escola e em 2ª fila, cria-se ali uma confusão desnecessária logo de manhã, ainda por cima estamos todos com pressa portanto devíamos pensar no geral e não olharmos só para o nosso umbigo!
Eu até já deixo o carro mais afastado e levo-as a pé para evitar que me ponham um carro atrás do meu, porque se já me faz confusão quando não é comigo se alguma vez me acontece até tenho medo que o meu perfil psicótico seja activado!!
É isto, o povo português é todo muito simpático e blá blá blá mas ainda há por aí muita besta a precisar de aulas de educação e civismo e às vezes os piores até são os senhores e as senhoras doutoras!!

segunda-feira, 9 de março de 2015

Por aqui

Aproveitamos o solinho para dar um passeio pelos caminhos de sempre








Fizemos salame


E ficou muito bom!


Não é só o Natal que é quando o Homem quiser parece que o Carnaval também é :)


Boa semana!