quinta-feira, 18 de dezembro de 2014

Pretty places

No nosso passeio às Caldas da Rainha fiquei finalmente a conhecer A Venda
Uma loja muito mimosa, com peças contemporâneas que apetece mandar embrulhar e trazer tudo para casa!
Se juntarmos ao conceito da loja, a simpatia de um dos donos, com quem tive o prazer de conversar um pouco, dá vontade de  na próxima visita levar a marmita e abancar lá o dia inteiro!






Mas pensando melhor não vale a pena levar a marmita, podemos dar um pulinho ao restaurante Meia Tigela!
E enquanto esperamos pelo almoço deliciamo-nos também com a decoração!








Pormenores na casa de banho :p



Então, já vos convenci a visitarem as Caldas ou não?

terça-feira, 16 de dezembro de 2014

Janelas e Azulejos - Caldas da Rainha

Apesar do meu marido e filhas já não terem muita paciência para as minhas constantes paragens para fotografar janelas e azulejos, não consigo resistir ao registo dos inúmeros padrões que existem um pouco por todo o país.
Embora haja padrões que se repetem dou-me conta que de facto temos um património a nível de azulejaria fabuloso e muito diversificado e dá-me um grande gozo fotografar alguns exemplares em cada cidade por onde passo.
Depois de fotografar janelas e azulejos em Sesimbra, Setúbal, Ericeira, Tomar e alguns em Lisboa junto agora as fotos que tirei nas Caldas da Rainha.
Uma das particularidades dos muitos azulejos das Caldas é que têm padrões com relevo e cuja proveniência podemos identificar facilmente como sendo da Fábrica de Faianças Bordalo Pinheiro.












Frisos




segunda-feira, 15 de dezembro de 2014

Cookies

No Natal gosto de oferecer uns biscoitos caseiros a algum familiares e amigos e este ano gostava de experimentar algo diferente; fui guardando algumas receitas que ia vendo por essa blogosfera fora e ontem decidi experimentar uma receita que vi no blogue da Sanda.
A receita é muito fácil e resulta numas bolachinhas muito macias e saborosas; além disso é sempre um bom pretexto para momentos divertidos e de cumplicidade com as crianças na cozinha!

imagem e receita aqui

quarta-feira, 10 de dezembro de 2014

Ir é o melhor remédio

Acordei cedo, estava um daqueles gloriosos dias de Outono em que o sol brilha, o céu está completamente azul e sente-se aquele ar frio na cara; acordei o meu marido e disse-lhe que o dia estava lindo e que queria ir passear. Onde? Às Caldas!
Andava com vontade de ir às Caldas da Rainha há imenso tempo e depois de tantas visitas adiadas aquele era o dia, e assim foi!
Acordei as miúdas e lá fomos nós; chegámos por volta das 11h e ficámos logo surpreendidos com a quantidade de gente nas ruas; gente no mercado de frescos, que se realiza todos os sábados no centro da vila; gente a entrar e sair das inúmeras lojas de comércio tradicional, que existem por todo o lado; gente nos cafés, no jardim ...enfim,  fiquei encantada por ver uma cidade cheia de vida e com tantos espaços interessantes, que ainda não cedeu aos grandes centros comerciais, muito graças ( pelo que me contaram) à forte união da associação de comerciantes da cidade que tudo tem feito para promover e dinamizar o comércio tradicional. Que pena o mesmo não acontecer no resto do país...
Deixamo-nos levar pela corrente e fomos passeando pelas ruas da cidade, apreciando alguns bonitos edifícios, muitos deles revestidos com os inconfundíveis azulejos da casa Bordalo Pinheiro.
Ainda não foi desta que conheci o Museu Bordalo Pinheiro e respectiva loja, mesmo assim namorei algumas peças que se vêem em várias lojas da cidade; o problema é, tanto as peças mais antigas como as mais recentes serem absolutamente irresistíveis e acabo por não me decidir por nenhuma ...
Depois de almoçarmos num restaurante muito giro (sobre o qual escreverei esta semana) fomos passear até ao Parque D. Carlos I que nesta altura do ano está pintado com uma paleta de cores outonais que o torna ainda mais bonito e romântico!






Ainda a tarde ia a meio e já o sol se escondia e foi precisamente ao pôr do sol que chegámos à Foz do Arelho (onde já fui muito feliz em criança!)
Apanhámos um dos fins de tarde mais bonitos dos últimos tempos e a vontade de prolongar o passeio fez com que decidíssemos pernoitar por ali para podermos continuar o passeio no dia seguinte.
Como na Foz do Arelho já não havia vagas em nenhum dos hotéis(!) acabamos por ir parar a S.Martinho do Porto onde ficamos. Como não íamos a contar ficar em lado nenhum não levamos nem roupa interior nem produtos de higiene mas nada que um "chinês" não resolva ;)
Foi um fim de semana muito muito divertido, diria quase terapêutico e sem dúvida a repetir!









Um Do Li Ta

Apesar das muitas visualizações ( vindas principalmente do blogue da Val ;) ) não tive o feedback esperado;  no entanto fico feliz pela participação de pessoas que muito acarinho e que tenho o prazer de receber aqui no meu cantinho assiduamente. Podemos ser poucas mas boas :)
A fraca participação levou-me a concluir que as caixinhas que faço pelos vistos não são assim tão especiais como eu queria crer, portanto assim como a vontade de voltar a fazer caixas veio, desapareceu ... Contra factos não há argumentos ;)
E agora está na altura de anunciar a vencedora do giveaway! Rufem os tambores !!
Portanto o nº que saiu foi o nº 3 correspondente ao comentário da Margarida!
Muitos parabéns Margarida! Espero que gostes da caixinha! Manda-me a tua morada para o meu mail por favor.



Desculpem a apresentação do sorteio mas não consigo apresentar de outra maneira :p
É claro que não tive 100 participações mas como deu o nº3 e participaram 4 pessoas dá!


True Random Number Generator 3 Powered by RANDOM.ORG





segunda-feira, 8 de dezembro de 2014

Das coisas boas

O fim de semana não podia ter começado da melhor maneira. Na 6ª feira abri o colégio e depois do almoço fui buscar a mais velha à escola; rumamos a Lisboa, mais propriamente ao Terreiro do Paço onde estava a decorrer o evento Toca a Todos.
Embora o evento seja de louvar o que nos levou ao Terreiro do Paço foram mesmo os Diabo na Cruz ( claro!!) que iriam actuar dali a pouco; ficamos mesmo em frente e apesar da vidraça que nos separava sentiu-se uma grande proximidade entre os poucos fans e curiosos que ali estavam e os elementos da banda.
No fim da actuação o Jorge Cruz veio cá fora cumprimentar alguns fans, entre os quais estávamos nós; se eu já o admirava pelo seu enorme talento, fiquei rendida à sua simpatia e surpreendida por o sentir presente no momento e realmente interessado pelo que as pessoas lhe diziam; eu com os nervos acho que falei de mais e sinceramente já nem me lembro do que disse :p
Entretanto o João Gil e o Sérgio Pires também se aproximaram e tive a oportunidade de trocar dois dedos de conversa com eles ; tal como o Jorge também eles foram de uma simpatia e disponibilidade tocantes, muito acessíveis e extremamente simples... o que é que eu posso dizer mais ?
Ganhei o dia ;)